Sustentabilidade e Risco Climático no Sistema Financeiro | Online
Sustentabilidade e Risco Climático no Sistema Financeiro

Contacto

Ana Margarida Soromenho
Telefone
217916274
E-mail
a.m.soromenho@ifb.pt
QR Code

Data

06 Fev 2023 - 09 Fev 2023

Horário

9:30 - 12:00

Metodologias

Online por Videoconferência

Sustentabilidade e Risco Climático no Sistema Financeiro / Formação Online por Videoconferência

O Fórum Económico Mundial considerou, no último relatório de Riscos Globais, o risco de uma transição climática desordenada como a mais séria ameaça para o mundo, tanto no médio como no longo prazo. Este risco pode ter um elevado impacto na desvalorização dos ativos financeiros ou mesmo torná-los problemáticos.
Estas ameaças criam a necessidade de um modelo de negócio resiliente e sustentável, que tenha adequadamente em conta os aspetos da sustentabilidade e do risco climático.

 

ENQUADRAMENTO

O risco climático é um tema relativamente novo para a banca, apesar de estar a receber uma atenção crescente, nomeadamente desde o Acordo de Paris de 2015, sendo hoje reconhecido amplamente que o clima coloca um conjunto de riscos financeiros para os bancos e para as instituições financeiras. Muitos destes riscos têm características novas com uma escala, uma probabilidade e um interconectividade muito grandes.

O desafio para os bancos passa também por uma crescente exigência regulamentar, já que os reguladores produziram, e prevê-se que continuem a produzir, nova e exigente regulamentação na área da sustentabilidade e do risco climático. Exemplos dessa regulamentação são a taxonomia verde, o reporte no âmbito da Task-Force for Climate Financial-Risk Discloure (TFCD) e  o rácio dos ativos verdes.

Mas, se é claro que a transição para uma economia de baixo carbono terá, inevitavelmente, um custo, também é certo que melhores práticas de gestão de risco climático abrem claras possibilidades para a geração de mais valor, tanto para os bancos e para os seus acionistas, como para os outros stakeholders e mesmo para a sociedade como um todo.

Este curso pretende dotar os profissionais da banca com conhecimentos na área da sustentabilidade e do risco climático que lhes permitam contribuir para que as respetivas instituições respondam de forma positiva aos desafios deste sector. Pretende-se que os formandos tenham um conhecimento geral sobre o tema da sustentabilidade, mas que também sejam capazes de aplicar esses conhecimentos às situações concretas, no exercício das suas funções.

 

OBJETIVOS

Com esta formação pretende-se dotar os formandos da capacidade de:

  • Definir Sustentabilidade e Risco Climático e reconhecer a sua importância para a Banca.
  • Conhecer os antecedentes da Sustentabilidade e do Risco Climático
  • Identificar e descrever as principais iniciativas regulamentares atualmente em curso, ou em preparação, incluindo:
    • Taxonomia Verde
    • Regulamento de Informação sobre o Desenvolvimento Sustentável (SFDR)
    • Plano de Investimento para a Europa Sustentável (Green Deal)
    • Green Bonds
    • Rácio Verde para a Supervisão Bancária.
  • Identificar os principais riscos climáticos para a Banca e respetivas formas de medição
  • Conhecer os cenários climáticos e respetivo impacto na Banca
  • Enquadrar as atividades económicas na Taxonomia Verde definida pela UE.
  • Perspetivar o impacto estratégico do ESG para a Banca.

 

DESTINATÁRIOS

Colaboradores de instituições financeiras em geral, de bancos em particular, que pretendam conhecer melhor o impacto da sustentabilidade e do ESG na sua atividade.

 

PROGRAMA

  1. Fundamentos da Sustentabilidade, Alterações e Risco Climáticos e ESG
  2. Políticas Climáticas Globais
  3. Políticas Climáticas na União Europeia
  4. Sustentabilidade no Sector Financeiro
  5. Os Produtos Financeiros e a Sustentabilidade
  6. Standard de Reportes – Sustainable Finance Disclosure Regulation (SFDR), Taxonomia Verde, etc
  7. Risco Climático
  8. Stress Test Climático e análise de cenários
  9. Requisitos Prudenciais
  10. O S do ESG: Aspetos Sociais
  11. O G do ESG: Governance
  12. Conclusão

 

DURAÇÃO:  10 horas (4 Sessões de 2h30)

 

HORÁRIO:  09h30 – 12h00

 

FORMADOR: 

João Senos Gonçalves – É Master in Finance pela London Business School e licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa. É ainda certificado em Sustentabilidade e Risco Climático pelo GARP (Global Association of Risk Professionals). Tem uma experiência de mais de 20 anos na Banca, tendo passado pelas áreas de Contabilidade, Gestão de Risco, desempenhando funções como Diretor destas áreas e como Diretor Geral de uma Unidade de Serviços Partilhados de um Grupo Financeiro. Tem igualmente experiência como consultor numa empresa multinacional da área da Banca. Foi responsável por vários projetos na área da Contabilidade e Gestão de Risco, incluindo o change-over para as Normas Internacionais de Contabilidade e implementação de Basileia II. Participou como orador em várias conferências sobre Gestão de Risco.

 

Tags: